Situação Geográfica

Versão de impressão

Riqueza natural

Quando se fala das “riquezas naturais” da Rússia, o mundo lembra tradicionalmente e em primeiro lugar os  grandes recursos minerais. De facto, a Rússia desempenha um papel muito importante em termos de recursos minerais e matérias primas. A Rússia tem em aberto e efectuou estudos em 20000 depósitos de recursos minerais e mais que um terço destes estăo a ser expandidos. Depósitos vastos e únicos contęm quase 70% das reservas e constituem uns 50% da produçăo mundial de minerais. Os depósitos na Rússia tęm mais que 10% das reservas mundiais exploradas de petróleo, 33% de gás, 11% de carvăo, 26% de ferro e uma parte considerável de reservas exploradas de metais năo-ferrosos e metais raros. Em termos de volume das reservas exploradas de níquel, platina e platinoides, diamantes e vários outros minerais, a Federaçăo da Rússia está entre o primeiro e o terceiro lugar no ranking mundial.

A Rússia extrai anualmente do seu subsolo entre 9 e 10% das reservas mundiais de petróleo, cerca de 25% de gás, entre 5 e 7 % de carvăo, entre 7 e 8% de ferro em mineral, 20% de níquel, 12% de cobalto, mais que 10% de tungsténio, 20% de platina e 70% de paládio, 6% de concentrado de fosforite e 12% dos sais de potássio extraídos pela comunidade mundial.

Contudo, este vasto potencial em minerais e matérias-primas apenas foi estudado e desenvolvido parcialmente. Ultimamente tem aparecido relatórios cada vez mais frequentes que o offshore da Rússia poderá conter cerca de um terço das reservas mundiais de petróleo. Estes relatórios mencionam o Extremo Oriente e o Mar Cáspio. No entanto, apesar de terem seguidos os mais altos padrőes de profissionalismo e apesar da exactidăo das obras de prospecçăo dos geólogos soviéticos e russos, a vastidăo do território nacional năo permitiu ainda que se tenha uma ideia firme quanto ŕ riquezas naturais da Rússia. A introduçăo de novas tecnologias que economizam energia permitirá que se poupe nada menos do que 20% dos recursos de energia consumidos. Estas circunstâncias săo substanciais quando se lembra que em 2000, por exemplo, as tarifas sobre a exportaçăo de petróleo totalizaram 3 mil milhőes de USD, ou 8% do rendimento total da Rússia.

Florestas, campos e reservas de água

As estepes e estepes florestadas da Rússia, que tęm boas condiçőes para prática de agricultura, cobrem só doze por cento do território nacional. Deve lembrar-se que a Rússia é um país vasto e por isso as terras dela cultiváveis esticam-se até ao horizonte. Em mapas, a Rússia habitualmente é pintada com cores verdes, o que quer dizer que é um país cheio de florestas.

De facto as florestas cobrem 45 por cento do território nacional, providenciando 22 por cento dos recursos de madeira no mundo.

Algumas das principais firmas de produçăo de mobiliário anunciaram entre 2001 e 2002 a sua decisăo de estabelecer as suas fábricas em território nacional russo, perto das florestas, revolucionando assim a indústria madeireira.

Actualmente, a Rússia apanha entre 4 e 4,5 por cento do pescado mundial, ficando em oitavo ou nono lugar depois da China e os EUA. No entanto, este índice é muito longe do verdadeiro potencial das águas territoriais russas.

Flora

Espécies únicas de flora e fauna caracterizam as zonas climáticas da Rússia. Nos desertos árcticos, só musgo e líquenes conseguem crescer – nas ilhas no Oceano Árctico e na península de Taimyr, ciperácea branca, cotonária, pequenos frutos, como o mirtilo encontram-se em tundra. O subsolo permanentemente gelado năo permite a existęncia de plantas grandes e nas tundras florestadas, tem somente a bétula, o abeto e o lariço. As florestas cobrem 40% do território nacional e as riquezas florestais da Rússia săo de 80,7 mil milhőes de metros quadrados. A maior parte das florestas encontra-se na parte asiática. Ao sul da tundra florestada está situada a taiga, que se estica até a parte sul da Sibéria. Aqui também encotram-se principalmente abetos, pinheiros, cedros e lariço, enquanto na regiăo mais ao sul há carvalho, freixo e bétulas.

Na regiăo central do planície na Europa oriental, as florestas săo mistas. Na regiăo norte, predomina o pinheiro e ao sul, săo mais comuns as árvores com folhas grandes, como o carvalho, a bétula e o bordo.

Na regiăo do sul do Extremo Oriente, também há florestas mistas, onde se encontram o cedro coreano, o abeto e o sobreiro de Amur.

A zona florestada se transforma gradualmente num estepe com bosques de carvalho na parte ocidental e bétula e álamo na parte oriental. No ponto mais ao sul da planície, o estepe está coberto com uma vegetaçăo de erva espessa, enquanto as terras baixas do Cáspio săo semi-desérticas com artemísia, barrilheira e cereais de estepe

Vegetaçăo

A bétula é um símbolo da Rússia, elogiada em prosa e cançőes. O Dia da Trindade celebra-se decorando templos e casas com ramos de bétula.

Esta linda árvore com sua casca branca e folhagem encaracolada encontra-se   em toda a Rússia, mesmo em tundra fria, onde já tem forma diferente, menor, espalhando-se ao longo do solo e completamente coberta de neve no Inverno.

A elegante bétula năo tem sido só um alvo de admiraçăo e até de adoraçăo, como também tem sido utilizada na produçăo de utensílios domésticos e como curativo. Nas regiőes do interior, onde havia falta de velas, para năo falar da electricidade, as tochas de bétula iluminavam as cabanas dos campesinos. O alcatrăo da casca da bétula foi utilizado para lubrificar os eixos das charruas. Os gravetos de bétula săo utilizados na sauna russa e a casca da árvore na produçăo de sandálias, caixas, cestos e pequenas figuras. Na Rus antiga, também utilizaram como papel. Mais que 500 documentos escritos em casca de bétula foram encontrados em Novgorod e outras antigas cidades na Rússia. Datando dos séculos XI a XV, estes documentos providenciam valorosas informaçőes aos historiadores acerca da vida quotidiana naquela época distante.

A bétula tem várias qualidades médicas. Uma tisana dos botőes das flores e as folhas é um diurético, que ajuda a expulsar bílis e também serve para esfregar sobre as articulaçőes doridas. Carvăo feito de casca desta árvore é utilizado para curar intoxicaçăo alimentar e distúrbios gástricos, e é usado como absorvente em máscaras de gás.

Com certeza, vai adorar o suco de bétula, que pode beber directamente da árvore, fazendo um corte na casca, ou pode comprar nas lojas.

A madeira de bétula também é importante na produçăo mobiliária. A bétula da Karélia é especialmente útil, por causa do seu padrăo, que parece mármore.